Utilidades

Taxas Certificados do Tesouro Poupança Mais

Nesta página apresentamos as taxas para os Certificados do Tesouro Poupança Mais (CTPM), com base no mês de subscrição dos mesmos. Disponibilizamos também um artigo com os detalhes dos CTPM, além do Simulador Certificados do Tesouro Poupança Mais, que lhe permite saber quanto vai render o seu investimento.

Taxas dos Certificados do Tesouro Poupa Mais

Mês/ano de subscrição 5º Ano* 4º Ano* 3º Ano 2º Ano 1º Ano
Outubro/2017 3,25% 2,75% 2,25% 1,75% 1,25%
Setembro/2017 3,25% 2,75% 2,25% 1,75% 1,25%
Agosto/2017 3,25% 2,75% 2,25% 1,75% 1,25%
Julho/2017 3,25% 2,75% 2,25% 1,75% 1,25%
Junho/2017 3,25% 2,75% 2,25% 1,75% 1,25%
Maio/2017 3,25% 2,75% 2,25% 1,75% 1,25%
Abril/2017 3,25% 2,75% 2,25% 1,75% 1,25%
Março/2017 3,25% 2,75% 2,25% 1,75% 1,25%
Fevereiro/2017 3,25% 2,75% 2,25% 1,75% 1,25%
Janeiro/2017 3,25% 2,75% 2,25% 1,75% 1,25%
Dezembro/2016 3,25% 2,75% 2,25% 1,75% 1,25%
Novembro/2016 3,25% 2,75% 2,25% 1,75% 1,25%
Outubro/2016 3,25% 2,75% 2,25% 1,75% 1,25%
Setembro/2016 3,25% 2,75% 2,25% 1,75% 1,25%
Agosto/2016 3,25% 2,75% 2,25% 1,75% 1,25%
Julho/2016 3,25% 2,75% 2,25% 1,75% 1,25%
Junho/2016 3,25% 2,75% 2,25% 1,75% 1,25%
Maio/2016 3,25% 2,75% 2,25% 1,75% 1,25%
Abril/2016 3,25% 2,75% 2,25% 1,75% 1,25%
Março/2016 3,25% 2,75% 2,25% 1,75% 1,25%
Fevereiro/2016 3,25% 2,75% 2,25% 1,75% 1,25%
Janeiro/2016 3,25% 2,75% 2,25% 1,75% 1,25%
Dezembro/2015 3,25% 2,75% 2,25% 1,75% 1,25%
Novembro/2015 3,25% 2,75% 2,25% 1,75% 1,25%
Outubro/2015 3,25% 2,75% 2,25% 1,75% 1,25%
Setembro/2015 3,25% 2,75% 2,25% 1,75% 1,25%
Agosto/2015 3,25% 2,75% 2,25% 1,75% 1,25%
Julho/2015 3,25% 2,75% 2,25% 1,75% 1,25%
Junho/2015 3,25% 2,75% 2,25% 1,75% 1,25%
Maio/2015 3,25% 2,75% 2,25% 1,75% 1,25%
Abril/2015 3,25% 2,75% 2,25% 1,75% 1,25%
Março/2015 3,25% 2,75% 2,25% 1,75% 1,25%
Fevereiro/2015 3,25% 2,75% 2,25% 1,75% 1,25%
Janeiro/2015 5,00% 5,00% 4,75% 3,75% 2,75%
Dezembro/2014 5,00% 5,00% 4,75% 3,75% 2,75%
Novembro/2014 5,00% 5,00% 4,75% 3,75% 2,75%
Outubro/2014 5,00% 5,00% 4,75% 3,75% 2,75%
Setembro/2014 5,00% 5,00% 4,75% 3,75% 2,75%
Agosto/2014 5,00% 5,00% 4,75% 3,75% 2,75%
Julho/2014 5,00% 5,00% 4,75% 3,75% 2,75%
Junho/2014 5,00% 5,00% 4,75% 3,75% 2,75%
Maio/2014 5,00% 5,00% 4,75% 3,75% 2,75%
Abril/2014 5,00% 5,00% 4,75% 3,75% 2,75%
Março/2014 5,00% 5,00% 4,75% 3,75% 2,75%
Fevereiro/2014 5,00% 5,00% 4,75% 3,75% 2,75%
Janeiro/2014 5,00% 5,00% 4,75% 3,75% 2,75%
Dezembro/2013 5,00% 5,00% 4,75% 3,75% 2,75%
Novembro/2013 5,00% 5,00% 4,75% 3,75% 2,75%
Outubro/2013 5,00% 5,00% 4,75% 3,75% 2,75%

* No 4º e 5º ano, ao valor da taxa de juro fixada, acresce um prémio correspondente a 80% do crescimento médio real do PIB nos últimos quatro trimestres conhecidos no mês anterior à data de pagamento de juros.

Pode também consultar as taxas oficiais na página do IGCP.
Partilhe este artigo
Tem dúvidas sobre o assunto deste artigo?

No Fórum Finanças Pessoais irá encontrar uma grande comunidade que discute temas ligados à Poupança e Investimentos.
Visite o fórum e coloque a sua questão. A sua pergunta pode ajudar outras pessoas.

Ir para o Fórum Finanças Pessoais

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

11 comentários em “Taxas Certificados do Tesouro Poupança Mais

  1. Será que alguém me pode aconselhar produtos de capital garantido a um prazo de 1 a 5 anos com uma rentabilidade interessante e garantida sff ?
    Obrigado.

  2. Dr. Pedro Pais:

    Pode ter a amabilidade de me esclarecer sobre a diferença nos CTP+:

    Taxa de Juro Anual Ilíquida.

    Taxa Efetiva Ilíquida.

    Cumprimentos

  3. Muito bom dia.

    Apliquei 5.000,00€ em Certificados Tesouro Poupa Mais, será aconselhável aplicar mais 10.000,00 por 5 anos?. No panorama atual e atendendo ao grau de risco, parece-me o mais razoável, será?.

    Cumprimentos e Boas Festas

    1. #jose

      “Resgate Antecipado

      O resgate só é possível um ano após a data-valor da subscrição.
      Decorrido o 1.º ano, poderão ser efetuados resgates, em qualquer momento do tempo, acarretando a perda total dos juros decorridos, desde o último vencimento de juros até à data de resgate.
      O resgate determina o reembolso do capital ao valor nominal das unidades resgatadas.
      O resgate pode ser na totalidade das unidades subscritas ou, no caso de ser parcial, o total das unidades remanescentes não poderá nunca ser inferior a 1.000 unidades.
      O valor de resgate é creditado no NIB registado na respetiva conta do Tesouro aberta no IGCP, E.P.E..
      O resgate pode ser ordenado pelo titular ou por um seu mandatário com poderes especiais para o efeito.”

      in http://www.igcp.pt/gca/?id=1303