Sem Categoria

Seguros de saúde para bebés

Saiba como funcionam, se valem a pena e quais os principais benefícios,

Rui Aspas Rui Aspas , 22 Agosto 2019

Dentro do ramo dos seguros de saúde, há um que é especificamente destinado a elementos mais novos do agregado familiar. Mas será os seguros de saúde para bebés valem a pena? Como funcionam? Quais os principais benefícios?

O que é certo é que os seguros de saúde para bebés podem tirar muitas dores de cabeça aos pais. Em grande parte dos casos, estes cobrem a maioria das despesas associadas ao bebé, como por exemplo: idas ao pediatra, imunizações, hospitalizações, alguns tratamentos e medicamentos que sejam necessários.

Leia ainda: Como preparar financeiramente a chegada de um filho

A melhor solução varia de caso para caso

Apesar de todas as seguradoras terem no seu leque de ofertas seguros de saúde para bebés, convém analisar as várias propostas e fazer as respetivas simulações. Assim, poderá escolher apólice mais indicada: a mais adequada para o bebé e para a sua carteira.
Uma das melhores opções que se pode tomar neste campo é escolher um seguro de saúde com abrangência para o agregado familiar. Esta alternativa acaba por ficar mais em conta, sendo que os mesmos serviços são ofertados para toda a família.
Em casos de agregados familiares em que existam crianças com deficiências motoras ou que padeçam de doenças crónicas, os seguros de saúde assumem um papel muito importante. A sua subscrição é crucial.
No entanto, e mesmo que a criança seja saudável, recomenda-se que seja feito um seguro de saúde específico para a mesma.

No mercado existem dois tipos de seguros de saúde para bebés

  1. O seguro de saúde completo, que garante o acesso a médicos, hospitais e clínicas privadas (nesta situação somente em casos de acidente ou doença);
  2. O seguro de saúde base, que integra e providencia o acesso a serviços médicos públicos e privados. Destaca-se o seu carácter mais económico.

Mensalidades de seguros de saúde para bebés

Convém esclarecer que o modelo de seguro de saúde escolhido vai depender sempre do tipo de serviços que se quer incluir na prestação dos cuidados de saúde para o bebé.
No que respeita às modalidades de pagamento do seguro, estas podem custar entre 10 a 15 euros mensais. Isto, se o seguro for efetuado em regime individual. Inclui-se a hipótese de cobertura de hospitalização, assistência em regime ambulatório, segunda opinião de um médico, cobertura de internamento e acesso a serviços de especialidade.

Caso o seguro de saúde para o bebé faça parte do seguro de saúde abrangente para o agregado familiar, o custo mensal ronda os 65 euros no pacote mais completo.

Modalidades de Pagamento

Modalidade de co-pagamento: o preço está já previamente estipulado e orçamentado. Este seguro encontra-se associado a uma rede prestadores de cuidados e serviços de saúde, em que uma parte é paga pelo cliente e o restante montante suportado pela seguradora.


Modalidade de pagamento por reembolso: depende do tipo de serviço contratualizado na apólice e da sua localização geográfica. Alguns seguros efetuam o reembolso da despesa realizada no âmbito da utilização dos cuidados de saúde convencionados. Neste caso, o cliente liquida a despesa e, posteriormente, mediante a apresentação dos comprovativos de despesa, a seguradora devolve o dinheiro despendido. É importante analisar a apólice previamente, porque as condições podem variar.

Leia ainda: Abono de família: 3 formas de utilizá-lo

Quais as coberturas?

Apesar de não serem obrigatórios, os seguros de saúde para bebés acabam por funcionar como mecanismos de prevenção, que deixam os pais mais descansados. Imagine por exemplo que nota que o bebé chora com bastante frequência e existe um certo desconforto, que até já vem acompanhado de um aumento de febre: o que faz nessa ocasião? Rapidamente o seu pensamento vai dirigir-se para o encaminhamento do bebé para o hospital mais próximo para que a criança seja vista e consultada por um médico. No entanto, pode ter de aguardar em filas intermináveis até ser atendido/a. Nestes casos, os seguros de saúde para bebés podem fazer toda a diferença, uma vez que existem seguros de saúde base, que já incluem a ida ao domicílio do médico.

Além disso, algumas apólices cobrem também as despesas relacionadas com as consultas de rotina, idas ao médico em situações de urgência, vacinas, hospitalizações, entre outros.
Assim, ao tomar a decisão de contratar um seguro de saúde para o bebé, está a salvaguardar este e outros géneros de imprevistos.

Recomendamos que analise quais as coberturas incluídas uma vez que algumas podem ser desnecessárias, tornando o seguro mais dispendioso. 

Assim, deve consultar as várias seguradoras e saber qual o melhor seguro de saúde para si e para a sua família.

Leia ainda: Vai ser mãe em 2019? Saiba como funciona a licença de maternidade

Partilhe este artigo
Tem dúvidas sobre o assunto deste artigo?

No Fórum Finanças Pessoais irá encontrar uma grande comunidade que discute temas ligados à Poupança e Investimentos.
Visite o fórum e coloque a sua questão. A sua pergunta pode ajudar outras pessoas.

Ir para o Fórum Finanças Pessoais

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *