Investimentos

O que é o factoring para empresas e como funciona?

Saiba como o factoring é uma solução para as empresas resolverem problemas de liquidez.

Rui Aspas Rui Aspas , 17 Setembro 2019

O factoring ou também conhecido como fomento mercantil ou comercial é uma solução que as empresas aplicam na tentativa de resolver os seus problemas de liquidez.

Nas empresas, estes problemas de liquidez e de tesouraria derivam muitas vezes de atrasos de pagamentos de faturas dos clientes, sendo que o mecanismo de factoring pode assim dar resposta a muitas destas dívidas que por vezes resultam em grandes prejuízos para as empresas.

O que é o factoring?

O factoring é uma operação de antecipação de receitas. Caso a liquidez que obtém seja sobre faturas que não sejam pagas, a empresa que fez o factoring tem de pagar/amortizar o valor correspondente ou substituir por outra fatura de outro cliente.

É semelhante a uma linha de financiamento, em caso de falta de liquidez e reais dificuldades de gestão da sua tesouraria.

O mecanismo de factoring encontra-se legalmente enquadrado no Decreto Lei número 171/95 de de 18 de Julho, que regula as denominadas sociedades de factoring e o contrato de factoring. Através da aplicação deste mecanismo de apoio, as empresas podem adquirir créditos de curto prazo, resultantes do fornecimento dos bens e serviços. Ou seja, com o factoring as empresas podem converter créditos de regime comercial sobre os clientes devedores, por forma a poderem obter liquidez de maneira mais imediata.

Como funciona?

O factoring envolve três partes distintas e cada uma com uma função bastante relevante. São elas:

  • o factor;
  • o aderente (fornecedores);
  • devedores ( clientes)

O factor diz respeito à instituição financeira, que pode ter a forma de banco ou sociedade de factoring, à qual é cedido o crédito de curto prazo do valor que os clientes devem à empresa.

Neste caso o chamado factor efectua o papel de intermediário, assumindo a responsabilidade pela boa cobrança dos créditos junto dos devedores,

Já o aderente trata-se da empresa prestadora do serviço, podendo ser também aquela que vende um produto, cedendo os seus créditos que disponha de clientes ao factor.

Os devedores,são os clientes, também denominados de adquirentes, dos serviços e produtos do aderente, sob a forma de crédito. Cabe a estes últimos a responsabilidade pelo pagamento do valor ou valores do(s) créditos em dívida, através da celebração do contrato de factoring.

Como é o processo de factoring?

O processo de factoring principia-se com a assinatura do contrato de factoring. Este tem a duração máxima de um ano e é celebrado entre a empresa e o banco ou sociedade de factoring, segundo a qual assume o compromisso de efetuar a venda a uma destas entidades dos créditos de curto prazo dos seus clientes. Em contrapartida, recebe o valor que ficou acordado na negociação realizada atempadamente. Neste processo negocial, é apresentada a lista de devedores e faturas que estejam em dívida.

O passo seguinte e de carácter decisivo caberá ao factor que irá proceder á cobrança das dívidas dos clientes da empresa aderente, dando-se desta forma como encerrado o processo.

Leia ainda:

Partilhe este artigo
Tem dúvidas sobre o assunto deste artigo?

No Fórum Finanças Pessoais irá encontrar uma grande comunidade que discute temas ligados à Poupança e Investimentos.
Visite o fórum e coloque a sua questão. A sua pergunta pode ajudar outras pessoas.

Ir para o Fórum Finanças Pessoais

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *